Guirlanda de Natal - Por que fazer? Significado e Origem


A Revista Gente Nova agora está de "casa" nova!!

Todas as matérias digitais da revista estão com muito mais estilo e variedade em uma nova página.




Notícias 34 - 25 de novembro de 2011

Elas são verdinhas e muita gente acha até simpática, mas... você sabe o que significa a guirlanda? Entenda o que você anda pendurando na porta de casa.


Guirlanda nada mais é que uma coroa de folhas e/ou flores, em geral, utilizada como forma de honrar deuses do paganismo. Em todas as culturas, o ato de pendurar a guirlanda na porta é um sinal de legalidade (autorização) para movimentação espiritual.


E pode parar por aí se você pensou: “Ah, mas não é feito com essa intenção”. Já dizia um bom ditado popular: “De boa intenção o inferno está cheio”. Que tal parar para pensar? Afinal, de onde veio e para que serve a guirlanda? O que significa esse símbolo que você tem ostentado na sua porta?

A única citação que a Bíblia Cristã faz sobre coroas de material "vegetal" (ramos, folhas, flores, galhos) é com referência ao escárnio de romanos e judeus a Jesus. Nenhuma outra coroa desse tipo é utilizada na Bíblia. Pode procurar, nós te esperamos pra continuar a matéria.

A origem da guirlanda, assim como todos os outros símbolos e o próprio Natal, é o paganismo. Você vai cansar de ouvir essa história de que tudo vem do paganismo, nós também vamos cansar de contar, porque a maioria das festas e celebrações de nosso calendário tem essa origem. É a verdade, fazer o quê?

Esse adorno é um símbolo memorial de consagração, utilizado como oferenda, enfeite funeral, adoração ao mundo vegetal, homenagem a vítimas sacrificadas aos deuses ou como “adorno de chamamento”. Em todas as culturas, o ato de pendurar a guirlanda na porta é um sinal de legalidade (autorização) para movimentação espiritual. Divindades pagãs utilizavam a guirlanda (ou coroa) em honra a si mesmo (Osíris, Osis, Isva, Dionísio, Júpiter, Semírames, Ninrote, etc).

Mais tarde, foi inventado que as ervas utilizadas na formação das guirlandas, protegiam as casas contra bruxas, o que não era muito lógico, uma vez que as próprias bruxas são adeptas do sentido desse objeto. Em algumas culturas, a coroa ou guirlanda de visco tem significado sexual e está ligado à deusa viking Frigga, deusa do amor. O que podia significar que as casas marcadas com guirlandas estavam abertas a "orgias sexuais religiosas". Já na Roma antiga, ramos e plantas eram simbolismos de saúde.

Seja como for, se você acha legal e quer pendurar uma guirlanda em sua porta, saiba que ela nada tem a ver com o Natal, com a Bíblia e muito menos com Jesus. Ela é uma analogia e referência a deuses e rituais pagãos.

 
Confira outras matérias sobre o tema:

Natal - Não foi o dia em que Jesus nasceu 
Natal - A história do Papai Noel
Natal - Por que se comemora em 25 de dezembro? 
 

14 comentários:

  1. Boa tarde e parabéns pela iniciativa do blog e da revista. Só achei que neste artigo sobre a guirlanda e da tradicao do natal, vcs demonstraram um profundo desconhecimento e usaram do velho TERRORISMO que ao invés de investigar e reconhecer que é legitimo e válido a Igreja celebrar o Natal com toda a sua riqueza de significado, prefere descontrair uma das mais belas tradições cristãs. Mesmo que se aceite que Jesus não nasceu em 25 de dezembro, celebrar o seu nascimento é reafirmar o seu amor que entregou a sua vida por seus filhos. Onde fica a resposta cristã às festas pagãs de onde veradeiramente surge o natal. E a tradicao da guirlanda do advento que anuncia a chegada de Jesus?Lamentável esse artigo. Indico para vocês

    ResponderExcluir
  2. Caro leitor(a)

    Agradecemos sua participação.

    Esse é um canal aberto para privilegiar o diálogo.

    A matéria não foi baseada em teses, religiões ou doutrinas, mas em pesquisas históricas oficiais e, principalmente, na Bíblia.

    A resposta cristã às festas pagãs deveria ser seguir a Bíblia conforme o que realmente está escrito e não aceitar adventos e simbologias pagãs. Acrescentar costumes do paganismo é contribuir com essa prática. Cristão é conhecer a palavra de Deus e vivê-la em sua essência.

    Sobre a tradição. Bom, tradição é algo que foi criado em algum momento, não necessariamente é bíblico. E nesse caso não é. Aliás, em diversas passagens Jesus confrontou a religiosidade e o tradicionalismo judeu. Porque, escondidos atrás de uma tradição inventada, as pessoas deixam de fazer aquilo que realmente agrada a Deus, esquecem do verdadeiro sentimento, preocupados em cumprir rituais.

    Voltando à tradição da guirlanda, de fato, ela foi gerada no paganismo em honra aos deuses das mitologias, como já foi dito na matéria. Na Bíblia, além da coroa de espinhos, existe também a passagem sobre a famosa entrada de Jesus em Jerusalém, montado em um jumentinho, chamado pela Igreja Católica de "dia de ramos". Ainda assim, em nenhum momento é citado coroas ou guirlandas penduradas em qualquer lugar que seja, as passagens dizem que o povo abanou ramos de palmeira, conforme pode ser conferido em Lucas 19:28; João 12:12.

    O que debatemos aqui não é, de forma alguma, a honra que se deve prestar à Jesus. Isso é indiscutível. O que colocamos em cheque é a forma como isso tem sido feito. Será que não somos capazes de honrar a Deus sem ferir seus próprios mandamentos? Pode, e deve-se, existir no coração alegria e gratidão pela vida de Jesus (e mais ainda por sua morte e ressurreição). E isso é para ser comemorado todos os dias, em todos os lugares. Não é preciso utilizar simbologias ou contextos pagãos. Reunir a família, celebrar, ter comunhão é mais que válido, é necessário. Mas como disse Paulo em Romanos 12:1-2, sejamos racionais. Se sabemos que a Bíblia não determina a comemoração do Natal, muito menos com todos esses simbolismos, então porque não deixamos de viver uma mentira, para viver aquilo que é o plano perfeito de Deus?

    Sugestão de festas e comemoraçōes que realmente são bíblicas e honram Jesus: Tabernáculos (estabelecida como comemoração perpétua, que significa "Deus conosco") e Páscoa (mas sem coelhinhos, quarentena, carnaval e ovos pagãos).

    Este canal é um espaço para o debate. Por isso, o convidamos para que continue esse diálogo e poste as informações oficiais bíblicas que você encontrar sobre o assunto.

    Esperamos que você possa contribuir com nossa revista expressando mais vezes sua opinião. Afinal, esse espaço é do leitor!

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Olá, gostaria de tirar uma duvida, já que na bíblia cita como coroa de espinhos e eu nunca ouvi nada como guirlanda na cabeça de Jesus, pois tenho anos de evangelho e já ouvi essa passagem sobre a crucificação de Cristo inúmeras vezes, onde diz que é uma guirlanda ?,por favor, pois tinha o interesse de fazer algumas , mas quis pesquisar o significado antes,para não fazer algo errado com minhas alunas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A guirlanda nada mais é que uma coroa. Significam a mesma coisa...

      Excluir
    2. Discordo.
      Não é a mesma coisa. De onde tirou isso de coroa?

      Só se for uma coroa de flores, e para trazer o espírito do natal? Que espirito é esse? Natal nada tem a ver com Evangelho, foi uma festa pagã e depois colocaram Cristo nela.

      Excluir
  5. muito interessante seu comentário! Tem lógica!

    ResponderExcluir
  6. Não acredito que existam pessoas como vc neste mundo!
    Qual é a fonte deste teu artigo, em que vc se baseia?!
    Acredito que vc deva ser tão frustada na vida!

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante a reflexão sobre o Natal.
    Nasci em igreja evangélica.
    Comemorava o Natal como data do nascimento de Jesus,montava árvore e tinha na porta uma bela guirlanda.
    Fui estudar e vi quanto erro estava cometendo e ferindo a Deus.
    Tinha uma escolha a fazer.Agradar a Deus ou continuar insistindo na religiosidade.Optei por obedecer e tirar da minha casa todo paganismo por mais bonitinho que seja.
    Beleza não leva ao céu ,obediencia a Cristo sim.
    Ao nosso redor temos marcas profundas em tudo.Cidade,festas e cultos.Paulo fala em fazer tudo com entendimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Presente na maioria dos lares durante o mês de dezembro, a guirlanda é um dos símbolos natalinos mais famosos. Mas será que todos que as colocam em suas portas sabem o que ela significa?

      A origem da guirlanda natalina, ou coroa de Natal, é anterior ao cristianismo. Ainda na época dos gregos pagãos, elas eram colocadas nas portas de entrada como um “adorno de chamamento” aos deuses, ou seja, um sinal de boas-vindas.....Então né, sempre coloquei, sempre colocarei, sempre dou Guirlandas de presentes....."ADORNO DE CHAMAMENTO, BEM VINDO A TODAS E TODOS À MINHA CASA <3"

      Excluir
  8. Ótimo artigo!
    É pena que muitas pessoas preferem fechar os olhos para a verdade. Podemos ser compreensíveis e dizer que é por falta de conhecimento, mas na verdade é por falta de amor à VERDADE.

    Jesus disse: "E conhecereis a verdade e, a verdade vos libertará."

    Com base nesta frase creio que, num futuro bem próximo, todos conhecerão a verdade que liberta.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Você fala sobre as fontes. Porque não as citou no final do texto?
    A interpretação da bíblia é muito subjetiva e depende da crença ou descrença de cada um. Onde estão os documentos históricos no qual você diz ter baseado o post?

    Adoro ler sobre esses assuntos e sei que muito do que a religião usa hoje vem de tradições pagãs. E uma jogada extremamente inteligente da igreja. Quer um exemplo relacionado mas sem haver com religião?

    No Brasil comemora-se o Halloween. Ou não? Estão querendo evitar que essa tradição entre no Brasil, o que fazem? Criam o dia do Saci! Qual é a chance do Saci concorrer com um evento onde as crianças saem as ruas para pedir doces e fazer travessuras vestidas de bruxas, zumbis, fantasmas... etc? Seria muito mais lógico "abrasileirar" o Halloween do que tentar criar uma outra data para substituir, porém de maneira mais pobre.

    Acho que foi essa a "sacada" da igreja. Tentar criar novas comemorações não será uma boa ideia, que tal se trouxermos as celebrações pagãs para dentro da nossa crença com as devidas adequações! Vamos combinar. Foi algo inteligente e deu certo. Ainda mais porque o povo raramente questiona a origem de alguma coisa.

    Abraço;

    ResponderExcluir
  10. E interesante: Para min nao passa de um enfeite bonitinho,o que mais ouvi ate hoje e que cimboliza boas vindas,pra quem nao tem o conhecimento de DEUS em sua vida pode ate confundir,nao e o meu caso procuro viver DEUS em minha vida a cada momento grassas aJESUS CRISTO.Joaquim.

    ResponderExcluir
  11. As guirlandas foram adotando diferentes significados, de acordo com a época em que eram confeccionadas. As folhas de azevinho, que remetem a Jesus, eram usadas em sua confecção e foi um dos elementos que a fizeram ser integrada nas comemorações natalinas, com o surgimento do cristianismo a guirlanda assumiu outro significado, o de que naquele lar se celebra o Nascimento de Jesus. Talvez falte a pessoa que escreveu esse artigo certa noção inserção de elementos culturais, história da arte, história geral. Essa 'guerra' não declarada e exagerada que só cria argumentos para contrariar qualquer coisa que é feita pela Igreja Católica é de entristecer. Em nenhuma leitura da bíblia se encontra uma passagem onde Jesus ficasse com esse mimimi. Ele respeitava a todos e não se prendia a esse tipo de coisa, se o vinho era uma bebida pagã, se o vaso de barro era de uma cultura x, y,z, se a ovelha era sacrificada pelo povo pagão de não sei onde. Ah! Façam me o favor, vão orar mais. Para vocês dedico apenas esse trecho:
    "Marta, minha querida Marta, você se preocupa com muitas coisas e não tem tempo para o mais importante".

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo!
Comente, opine, se expresse! Esse espaço é seu!